Home/ Destaques/ Desemprego

GOVERNO NÃO ENFRENTA O PROBLEMA DO DESEMPREGO E A MISRIA VOLTA A ASSUSTAR O PAÍS

desempregoemiseria

O atual governo brasileiro, apesar de alardear ao contrrio, não tem realizado os esforços necessrios para tirar o pas da grave crise em que se encontra h anos. Infelizmente, a nica forma visualizada pelos os que ocupam o poder central apostar em soluções que favorecem os empresrios e o grande capital, retirando direitos e apresentando propostas de Reformas que prejudicam o presente e o futuro da maioria da população do pas, ou seja, os trabalhadores.

A crise econômica e poltica em que a nação foi submetida não coisa fcil de resolver. As reformas no Estado brasileiro são necessrias e urgentes e devem estar a serviço da construção de um projeto nacional de desenvolvimento sustentvel, criando as condições necessrias para proporcionar, a mdio e longo prazo, o bem-estar da população e a construção de uma nação competitiva economicamente, soberana e democrtica.

Infelizmente, o pas sofre com o desemprego acachapante, onde quase 14 milhões de pessoas estão desempregadas, 28,3 milhões estão subutilizadas (aqueles que dispõem de tempo para trabalhar, mas não conseguem emprego) e quase 5 milhões estão vivendo em pleno desalento (pessoas que procuram emprego h anos, mas desistiram por não conseguirem). Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), o Brasil tem 91,9 milhões de pessoas ocupadas e 65,3 milhões de pessoas fora da força de trabalho.

O CAMINHO PARA A EXTREMA POBREZA

Um relatrio do Banco Mundial afirma que a pobreza aumentou no Brasil entre 2014 e 2017, atingindo 21% da população (43,5 milhões de pessoas). Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domiclio (PNAD), o Brasil tem 11,3 milhões de pessoas com 15 anos ou mais que são analfabetas, uma taxa de analfabetismo de 6,8% e, mais uma vez, os negros são os mais afetados que os brancos: são 9,1% contra 3,9%, respectivamente.

Outros dados que chamam a atenção são os divulgados pela Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, onde no Brasil, 22,6% das crianças e adolescentes com idade entre 0 e 14 anos vivem em situação de extrema pobreza. Isso corresponde a 9,4 milhões de menores com renda domiciliar per capita mensal inferior ou igual a um quarto de salrio mnimo, ou R$ 234,25 em valores de 2017.

Ainda segundo dados do IBGE, o pas tinha 54,8 milhões de pessoas que viviam com menos de R$ 406 por mês em 2017, dois milhões a mais que em 2016. Isso significa que a proporção da população em situação de pobreza subiu de 25,7% para 26,5%, de acordo com a Sntese de Indicadores Sociais. O estudo utilizou critrios do Banco Mundial, que considera pobres aqueles com rendimentos dirios abaixo de US$ 5,5 ou R$ 406 mensais pela paridade de poder de compra.

CRIAR AS CONDIÇÕES PARA ACABAR COM O DESEMPREGO!

A drstica situação do pas e do povo exige de todos ns esforços para encontrar as soluções cabveis para o momento. Acabar com o desemprego e elevar o poder de compra da população s serão possveis com projetos que levem em consideração investir em infraestrutura, em produção industrial e, principalmente, em polticas de Estado que apontem para o desenvolvimento sustentvel.

necessrio realizar reformas que atendam aos interesses do conjunto da sociedade, não apenas de alguns setores econômicos. Uma Reforma da Previdência, por exemplo, que acabe com as desigualdades e as injustiças, onde todos tenham o direito a uma aposentadoria digna para sua sobrevivência. Resolver a crise da sade e da educação para garantir o acesso da população a essas polticas pblicas com qualidade.

Todas essas questões precisam ser enfrentadas de forma urgente, pois, a permanecerem tais situações o pas ir viver, em pouco tempo, o verdadeiro caos e a barbrie generalizada, coisas que s conhecamos dos livros e filmes que retratam as histrias do sculo XIX ou dos tempos das grandes guerras. Temos que dar um basta e construir um Brasil para todos os brasileiros, não apenas para uma pequena parte da nossa sociedade!