Home/ Noticias/ SINDIAPI REALIZA DEBATE SOBRE MP

SINDIAPI REALIZA DEBATE SOBRE A MP DO

SINDIAPI REALIZA DEBATE SOBRE A MP DO “PENTE FINO DO INSS”

SINDIAPI1

 

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da UGT (SINDIAPI), com o apoio do Sindicato dos Padeiros de São Paulo e da Secretaria de Previdência e Seguridade Social da UGT Nacional, realizou na sexta-feira, dia 26 de julho, no Auditrio do Sindicato dos Padeiros, na Bela Vista, um debate sobre as graves consequências que a MP 871/19, conhecida como a “MP do Pente Fino do INSS”, ir causar aos aposentados e pensionistas brasileiros.

 

SINDIAPI2

Para Chiquinho Pereira, presidente do nosso Sindicato, fundamental a realização de debates como esse para que os trabalhadores e a sociedade tenham consciência da gravidade do que est ocorrendo contra os direitos mais sagrados, como o de uma aposentadoria digna, justa e igualitria. Portanto, parabns ao Natal Lo, presidente do SINDIAPI pela realização desse importante evento.

SINDIAPI3

“ bvio que o Brasil precisa realizar reformas na poltica e nas estruturas do Estado, pois, de certa forma, preciso acompanhar e adaptar nossas estruturas s transformações que estão ocorrendo no mundo, em especial, no mundo do trabalho. Porm, as reformas devem servir aos interesses dos trabalhadores e da sociedade brasileira, e não apenas aos interesses do capital. Infelizmente, o governo Bolsonaro não pensa e não tem agido dessa forma j que, at agora, as reformas propostas por ele s têm servido aos interesses dos empresrios e do sistema financeiro, prejudicando os trabalhadores e o povo.” Disse Chiquinho pereira, no ato de abertura do referido evento.

SINDIAPI4

Em entrevista a Agência Sindical, Victor Pagani, Supervisor do Departamento Intersindical de Estatsticas e Estudos Socioeconômicos disse que uma das consequências da MP 871/19, que virou a Lei 13.846/19 reduzir, em 40%, o valor do benefcio dos trabalhadores aposentados por invalidez, alm disso, se as novas regras forem aprovadas na votação do segundo do turno na Câmara e depois passar no Senado, o benefcio tambm mudar de nome. Deixar de ser aposentadoria por invalidez e passa a se chamar aposentadoria por incapacidade permanente. Para ele, a MP pode abrir brechas para cancelamento do benefcio. “A medida submete os trabalhadores aposentados por invalidez ou doença a novas percias.” O perigo est na impossibilidade de o trabalhador comprovar sua condição, “então ele ter que voltar a trabalhar, mesmo sem condições para assumir suas funções”, alerta Pagani.

 

SINDIAPI5