Home/ Noticias/ PARTICIPAR DAS ELEIES E FAZER AS MUDANAS QUE O PAS PRECISA!

PARTICIPAR DAS ELEIÇÕES E FAZER AS MUDANÇAS QUE O PAÍS...

PARTICIPAR DAS ELEIÇÕES E FAZER AS MUDANÇAS QUE O PAÍS PRECISA!
Por Suely Torres
 
Os trabalhadores e o povo brasileiro estão descrentes em relação poltica e, particularmente, em relação aos polticos. Infelizmente, a crise econômica, as sucessivas crises de poder e os constantes escândalos de corrupção envolvendo inmeros parlamentares, chefes dos poderes executivos e direções de importantes empresas têm levado a população a acreditar que o ato cvico de votar não a sada para resolver os problemas do pas enquanto nação.
 
O resultado das pesquisas eleitorais tem mostrado um elevado nmero de indecisos. As eleições para governador no Amazonas e Tocantins, onde o nmero de votos brancos, nulos e abstenções foram superiores votação dos eleitos, acendeu a luz amarela e diversos dirigentes passaram a se manifestar, chamando a atenção para a importância poltica e o carter cvico do voto.
 
A direção do nosso Sindicato, em particular o nosso presidente licenciado, Chiquinho Pereira, tem chamado a atenção da categoria para a importância e necessidade de os trabalhadores se envolverem no processo eleitoral que ocorrer em outubro, com publicações de artigos e matrias de opinião sobre o tema.
 
Fomos educados com uma cultura conservadora e perversa de que nos processos eleitorais cabe apenas ao trabalhador o dever cvico de votar e, de preferência, em quem o patrão indicar, pois, eleição para os ricos, famosos e doutores. Ao trabalhador resta a responsabilidade de escolher um nmero sem, no entanto, nem conhecer as propostas e ideias dos candidatos.
 
Temos que por um fim a essa concepção atrasada, pois j passou da hora de tomarmos consciência de que fundamental colocar o destino do pas nas mãos daqueles e daquelas que produzem as riquezas, ou seja, as trabalhadoras e trabalhadores brasileiros.
 
Ora, o trabalhador não pode e não deve abrir mão do 13o, das frias e de outros direitos, por que haveria de abrir mão do direito de votar em quem defende os seus interesses? E mais, por que haveria de abrir mão do direito de ser candidato e, portanto, do direito de ser votado para representar e defender os interesses da sua classe?
 
O nosso Sindicato tambm busca relacionar o debate eleitoral com temas sindicais, como campanhas salariais e custeio. Realizamos vrias Reuniões, Debates e Seminrios sobre temas relacionados ao dia a dia da categoria como, por exemplo, sade e segurança, reajustes salariais, manutenção dos direitos nos Acordos e Convenções Coletivas, bem como temas ligados as eleições, com foco na conscientização da categoria para a importância do voto em candidatos comprometidos com a pauta trabalhista.
 
A nossa Central Sindical (UGT), por exemplo, realizou o Seminrio do 1o de Maio em comemoração ao Dia do Trabalhador, onde o principal ponto de pauta foi o debate com os pr-candidatos  presidência da repblica, buscando ouvir e analisar quais, de fato, estão comprometidos com os interesses dos trabalhadores.
 
Portanto, se antes os trabalhadores acreditavam que votar era suficiente para garantir Projetos de Leis que defendem seus interesses, hoje eles têm que compreender e adquirir consciência de participar de forma decisiva e escolher candidatos comprometidos com os interesses da classe trabalhadora, da maioria da população e do pas enquanto nação.